CineMondatta 30 de Junho | Fotos: Rafael Macário

CineMondatta é o resultado da fusão de várias linguagens musicais: mineira, africana, jazzística, eletrônica e rock inglês. O primeiro EP da banda, “blá.gue” foi lançado em 2014, em show que contou com participação especial da cantora Ellen Oléria. O grupo é formado por Renato Galvão – Bateria, Léo Barbosa – Percussão, João Pedro Mansur – Guitarra e vocal, Felipe Viegas – Teclado e Lucas Rodrigues – Baixo, e foi destacado pela crítica especializada como uma das dez bandas mais promissoras no cenário musical brasiliense. CineMondatta é a soma de canções compostas com esmero, arranjos ricos e excelentes músicos.

Rafa Dornelles 27 de Junho | Fotos: Rafael Macário

Nascido em Brasília-DF, fi lho de gaúcho com paraense, Rafa Dornelles vem de uma família de músicos populares, mas somente aos 14 anos de idade ganhou sua primeira guitarra. Desde então construiu uma solida carreira musical. Será acompanhado por Walter Cruz (teclados), Renato Borba (percussão e efeitos), Thiago Macedo (percussão e efeitos), Mariano Toniatti (percussão e efeitos), Adolfo Neto (contrabaixo) e Titã Mello (violão e guitarra).

Daniela Spielmann & Grupo Choro Livre, nos dias 24, 25 e 26 de Junho | Fotos: Renata Samarco

Saxsanfonando é uma homenagem a Dominguinhos feita por Daniela Spielmann, em parceria com o grupo Choro Livre. No show vem à tona a semelhança entre o vento que move o fole e o ar em movimento em todo corpo do saxofone, No repertório, juntam–se a Dominguinhos outros grandes mestres como a Sivuca, Gonzagão e Ferragutti, presentes com suas composições, e outros grandes instrumentistas como Zé Menezes, João Lyra e a própria Daniela.

Nilze Carvalho & Grupo Choro Livre 17, 18 e 19 de Junho | Fotos: Renata Samarco

Após 12 anos, a bandolinista e cantora Nilze Carvalho retorna ao Clube do Choro de Brasília para participar do projeto “Para Sempre Dominguinhos” tocando clássicos do compositor como “Quem me Levará Sou Eu” e “Pedras que Cantam”, além de pérolas do choro e samba. Nilze já se apresentou ao lado de grandes nomes da música popular brasileira e internacional, como Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Zélia Duncan, Jair Rodrigues, Zé da Velha e Silvério Pontes, Martinália, Olívia Hime, Cristina Buarque, Monarco, Nei Lopes, Nelson Sargento, Hamilton de Holanda, Roberto Silva e Elton Medeiros.


Warning: getimagesize(/home/clubedochoro/www/wp-content/uploads/2015/06/TÚLIO-BORGES-28.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/clubedochoro/www/wp-content/themes/dt-the7/inc/extensions/aq_resizer.php on line 97

Warning: getimagesize(/home/clubedochoro/www/wp-content/uploads/2015/06/TÚLIO-BORGES-28.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/clubedochoro/www/wp-content/themes/dt-the7/inc/extensions/aq_resizer.php on line 97
TÚLIO BORGES 0333 imagesTÚLIO BORGES 0233 imagesTÚLIO BORGES 0133 images

TÚLIO BORGES 16 de Junho | Fotos: Renata Samarco

Pianista por formação, Túlio Borges já foi premiado em diversos festivais do país por sua criação musical poética e híbrida. Seu álbum de estreia, “Eu Venho Vagando no Ar”, de 2010, foi festejado pela crítica especializada pela profundidade, delicadeza e poesia calorosa, o perfeito domínio de textos e ideias e a cuidadosa feitura. De acordo com Tárik de Souza, “é o manifesto de um novo e singular artista”.

BETO DOURAH 9 de Junho | Fotos: Renata Samarco

Carioca radicado em Brasília, é cantor e compositor. No início da carreira foi infl uenciado pelo Clube da Esquina. Seu primeiro álbum, “Destino” tem releituras de ‘Cruzada’ (Tavinho Moura, ‘Itamarandiba’ (Milton Nascimento, ‘Clube da Esquina 2’ (Lô Borges, Márcio Borges e Milton Nascimento e ‘Nós Dois’ (CelsoAdolfo. Suas primeiras canções autorais foram “Uma Mulher”, “Velejar em Você” e “Cinzas Manhãs”. Em 1998 lançou o CD “Lado Zen”, vencedor do “Prêmio Renato Russo”.

ISABELLA PAZ 06 de JUNHO | Fotos: Rafael Macário

Isabella Paz é cantora de música popular brasileira, professora de canto e musicoterapeuta, pós-graduada pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro. Já abriu shows de Leny Andrade e de Leila Pinheiro e cantou com João Donato, Sueli Costa, Maurício Einhorn e Roberto Correa. Lecionou canto popular nos Cursos Internacionais de Verão da Escola de Música de Brasília e musicoterapia para músicos. Apresentou-se em diversas cidades do Brasil e da Europa (Barcelona, Madrid, Paris, Munique, Firenze, onde também atuou como musicoterapeuta.

Alessandro Penezzi & Proveta 03, 04 E 05 DE JUNHO

Proveta e Penezzi são dois artistas raros. Por um lado, tocam com a naturalidade de quem fala, com tal virtuosismo que as ideias musicais parecem transbordar. Por outro, não deixam a música derramada, não há nota jogada fora. Acima de tudo, porém, prevalece a generosidade. Em muitos momentos, ouvimos um Proveta endiabrado, contagiado pela vibração e a energia do Penezzi. Na mesma proporção em que vemos Penezzi usando a paleta de mil cores que é a assinatura do Proveta. Tudo na maior alegria e no maior equilíbrio.